Idas e Vinhas Wine Club

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Vinho é ótimo, mas cuidado com o exagero! Dicas para ficar só com os benefícios dessa bebida que amamos...


No ano passado, tive a oportunidade de comparecer a  grandes eventos de degustações de vinhos no Rio de Janeiro e, em alguns casos, eram mais de um na mesma semana. Fora isso ainda havia os encontros das confrarias e as degustações promovidas pela ABS. Ou seja, ingeri muito álcool durante este período!


A questão é que como sempre fui praticante de esportes, frequentador de academia, durante este período etílico notei que o meu rendimento nas corridas e na musculação caíram muito. Muito mesmo!

Eu corria 10 km com facilidade durante 2 ou 3 dias da semana e de repente mal conseguia chegar aos 5 km. As pernas pesavam logo nos 2 primeiros km e aí vinham as dores e o cansaço. A parada era obrigatória.


Já na academia, a musculação também foi afetada. Eu já acordava com o corpo cansado, pesado, porém me alimentava normalmente e mesmo não estando bem para a prática de exercícios físicos, eu não os deixava de lado (é melhor fazer algo do que não fazer nada). Por exemplo, a minha série começava com supino (3 x 12) e nunca tive dificuldade de fazê-lo. Mas logo na primeira repetição eu já estava cansado e fraco. Eu conseguia fazer 8 ou 10 com muita dificuldade, e assim foi para todos os exercícios. Quando chegava ao terceiro exercício eu já estava com vontade de ir embora...


O ponto em que quero chegar é que o álcool (em excesso) literalmente “come” os seus músculos, e se o seu objetivo é aumentar a massa muscular, é bom pensar duas vezes (ou mais) antes de ingerir grandes quantidades de álcool. O consumo de álcool em grandes quantidades tem um efeito direto no seu metabolismo, fazendo com que a gordura não seja utilizada como forma de energia. Ela é simplesmente acumulada. Cada grama de álcool contém 7 calorias que são “vazias”. Em outras palavras, ela não tem nenhum nutriente essencial que você precisa para construir a massa muscular.

Os efeitos do consumo excessivo de álcool no corpo são vários
- Músculos: reduz o fluxo de sangue para os músculos causando deterioração, fraqueza e cansaço.
- Hormônios: reduz a testosterona em seu sangue e aumenta a conversão dela em estrogênio, causando o aumento da gordura e da retenção de líquidos.
- Fígado: desequilíbrios que podem causar hipoglicemia (nível baixo de açúcar no sangue) e hiperlipidemia (acúmulo de gordura na corrente sanguínea).
- Cérebro: corta o fornecimento de oxigênio para o cérebro, o que resulta em “blackout ou esquecimento” causado pela falta de oxigênio para o cérebro que pode matar dezenas de milhares de células cerebrais.

Efeitos do consumo excessivo de álcool no desempenho físico
O álcool é um depressor conhecido, que suprime a capacidade do cérebro para funcionar. Mesmo que você possa sentir uma sensação de “estar bem” após várias taças, a verdade é que o seu tempo de reação, precisão, equilíbrio, coordenação e resistência diminuirão dramaticamente. Além disso, as sequelas de uma noite etílica podem ser prejudicial para a sua metas de aumento de massa muscular. O álcool é um diurético que pode resultar em desidratação. Esta desidratação é conhecida por diminuir o desempenho físico, de modo que a bebedeira da noite anterior continuará a afetá-lo no dia seguinte.

Álcool e o sono
O consumo de álcool pode causar disturbios do sono por interromper a sequência e a duração dos estagios do sono e por alterar totalmente o tempo do sono e o tempo que se leva para começar a dormir.

Há uma crença popular que afirma que uma bebida antes de se deitar pode ajudar a pegar no sono. No entanto o álcool altera os padrões do sono, resultando em cansaço e stress físico (lembram quando eu falei que já acordava cansado?).

Portanto o consumo de álcool interfere indiretamente a capacidade de treinamento de força devido o aumento da fadiga e falta de sono saudável e reparador.

Álcool e nutrição
O álcool inibe a quebra dos nutrientes em substâncias utilizáveis diminuindo a secreção de enzimas digestivas do pâncreas.
O consumo regular de álcool também prejudica a absorção de nutrientes ao danificar as células que revestem o estômago e intestinos, incapacitando o transporte de alguns nutrientes no sangue. Além disso, as próprias deficiências nutricionais podem levar a problemas adicionais de absorção. Por exemplo, a deficiência de ácido fólico pode alterar as células que revestem o intestino delgado, o que por sua vez diminui a absorção de água e nutrientes, incluindo sódio, glucose e ácido fólico adicional.

Essa interferência de diminuição de nutrientes e absorção pode prejudicar o desempenho físico e recuperação necessária para construir e manter a massa muscular.

A palavra certa é Moderação e Hidratação!
Agora que você conhece alguns dos efeitos negativos do consumo excessivo de álcool, você pode estar com medo de tomar uma taça de vinho no almoço ou no jantar. Não se preocupe, a bebida que amamos também é benéfica!

Quando consumido com moderação (1 taça para as mulheres e 2 para os homens por dia) o álcool traz benefícios como:
- Aumento do colesterol HDL (colesterol bom)
- Redução dos níveis de stresse
- Redução da resistência à insulina
- Todos os benefícios do resveratrol encontrado no vinho tinto (prevenção da doença de Alzheimer, inibe a formação de radicais livres, combate dores articulares, retarda o envelhecimento,...)
- Falando da cerveja, ela é rica em carboidratos, vitaminas do complexo B e possuí uma pequena quantidade de proteínas e antioxidantes

Mantenha-se hidratado
O álcool é um agente desidratante, então lembre-se de beber água entre uma taça e outra. A água vai ajudar na metabolização do álcool e minimizar os seus efeitos intoxicantes.

Alimente-se
Se o evento for uma degustação de vinhos ou outra bebida, aquele pãozinho ou torradinha que são oferecidos (às vezes com azeite) não são só enfeite. Além de limparem o paladar entre uma bebida e outra, ajudam a metabolizar o álcool.

No caso de um jantar harmonizado, alimente-se com moderação, privilegiando os carboidratos. Eles evitam que o álcool chegue tão rapidamente ao cérebro.

Aproveite!
Além dos benefícios puramente físicos, o vinho é uma bebida essencialmente social e cultural.
Não é à toa que as confrarias e grupos de degustação vêm se multiplicando. A cultura do vinho é bastante rica, e degustar bons vinhos com os amigos é realmente um prazer.

Assim, se você quiser aumentar a massa muscular, diminuir a gordura e melhorar a saúde tenha a certeza de consumir o álcool com moderação. Da próxima vez que você sair com os seus amigos, beba socialmente e não dirija. Será melhor para todos, mais seguro e não atrapalhará os seus objetivos no esporte.

Literaturas pesquisadas para este post:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...